ANTEPROJETO ARQUITETÔNICO DE UM COMPLEXO CULTURAL E DE LAZER: CENTRO MULTIUSO PARA IPORÃ DO OESTE-SC

Alessandro Alves, Franciele Rohr, Denise Isabel Reinehr

Resumo


Considerando que as práticas de atividades que envolvem o lazer, esporte e a cultura estão diretamente associados ao desenvolvimento humano, tem-se o pressuposto de estudar a evolução dos espaços físicos e a sua influência no desempenho das mesmas, entender as influências das práticas na vida das pessoas e elencar as atividades desenvolvidas no município de Iporã do Oeste. Observa-se que os espaços físicos e públicos de cultura e lazer, oportunizam a integração e o convívio em sociedade, proporcionam desenvolvimento pessoal e intelectual, no entanto, a disposição de espaços que oferecem tais oportunidades ainda é uma dificuldade, pois, as cidades, principalmente dos municípios do interior, apresentam uma deficiência de espaços públicos de promoção destas práticas. Neste sentido, a proposta é de ofertar um espaço público de lazer e cultura que contemple as atividades do município, proporcionando novas possibilidades, viabilizando a efetivação da perspectiva integradora e de acesso a oportunidades a todos os públicos, principalmente para crianças e adolescentes.


Referências


AMARAL, G. B. D.; SANTOS, R. M. D. O potencial educativo das praças como espaço educador sustentável. [S.l.], p. 14. 2017. (ISSN 1980-0827).

ARAÚJO, C. H. O Dito e O Feito. Geração de Trabalho e Renda na Cultura Popular do Brasil Central. Invenção Brasília, Brasília, 2005.

AZEVEDO, G. A. N. Arquitetura Escolar e Educação: Um modelo Conceitual de Abordagem Interacionista, Rio de Janeiro, Novembro 2002. 236.

AZEVEDO, G. A. N.; RHEINGANTZ, P. A.; TÂNGARI, V. R. O lugar do pátio escolar no sistema de espaços livres: uso, forma e apropriação. Rio de Janeiro, RJ: Editora Faperj, 2011.

AZEVEDO, J. M. L. D. A educação como política pública, 2º ed. São Paulo: Autores Associados, 2001.

BARBOSA, E. T.; AMO, V. A.; LABAKI, L. C. A influência da vegetação e das variáveis climáticas no nível de conforto dos usuários da praça do centro de convivência em campinas, SP. Entac, Canela, RS, p. 11, Outubro 2010.

BATISTA, C. M. Memória e Identidade: Aspectos relevantes para o desenvolvimento do turismo cultural. Caderno Virtual de Turismo, rio de Janeiro, v. V, n. 3, 2005.

BESSA, M. F. D. S.; PEREIRA, J. S. Equilíbrio e coordenação motora em pré-escolares: um. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 10, p. 6, Outubro 2002.

BORGES, C. Espaços educadores sustentáveis. TV Escola, Salto para o Futuro. [S.l.], p. 30. 2011. (ISSN 1982-0283).

BRAYNER, N. G. Patrimônio cultural imaterial. IPHAN. Brasília, DF, p. 34. 2007.

CURY, S. B.; NERIS, M. Desenvolvimento e Aprendizagem em Piaget e Vigotski: A relevância Social. São Paulo, SP: Summus, 2015.

DAMAZIO, M. S.; SILVA, M. F. P. O ENSINO DA EDUCAÇÃO FÍSICA E O ESPAÇO FÍSICO EM QUESTÃO. [S.l.], p. 8. 2008.

HOPKINSON, R. G.; PETHERBRIDGE, P.; LONGMORE, J. Iluminação Natural. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1966.

IBGE, C. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. w.w.w.cidades.ibge.gov.br, 2016. Disponivel em: . Acesso em: 1 Dezembro 2017.

IPORÃ DO OESTE, P. M. Município de Iporã do Oeste. Município de Iporã do Oeste, 2017. Disponivel em: . Acesso em: 13 Outubro 2017.

KOWALTOWSKI, D. C. C. K. Arquitetura escolar: o projeto do ambiente de ensino. São Paulo, SP: Editora Oficina de Textos, 2011.

KOWALTOWSKI, D. C. C. K. et al. A visualização do conforto ambiental no projeto arquitetônico. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC, p. 9. 1998.

LOBODA, C. R.; ANGELIS, B. L. D. D. áreas verdes públicas urbanas: conceitos, usos e funções. Ambiência - Revista do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais, Guarapuava, PR, v. I, p. 15, Junho 2005. ISSN ISSN 1808 - 0251.

LÓSSIO, A. R.; PEREIRA, D. M. A Importância da Valorização da Cultura Popular para o Desenvolvimento Local. III ENECULT, Salador, BA, p. 10, Maio 2007.

LUZ, G. M. D.; KUHNEN, A. O Uso dos Espaços Urbanos pelas Crianças: Explorando o Comportamento do Brincar em Praças Públicas. Reflexão e Crítica, Florianópolis, SC, v. 26, n. 3, p. 552-560, 2013.

MANACORDA, M. A. História da Educação, da Antiguidade aos nossos dias. 4. ed. São Paulo, SP: Editora Cortez, 1989.

MARCELLINO, N. C. Estudos de lazer: uma introdução. 5ª. ed. Campinas, SP: Editora Autores Associados, 2012.

MARCELLINO, N. C. et al. Espaços e Equipamentos de Lazer em Região Metropolitana. Curitiba, PR: OPUS, 2007.

MAZZEI, K.; COLESANTI, M. T. M.; SANTOS, D. G. D. ÁREAS VERDES URBANAS, ESPAÇOS LIVRES PARA O LAZER. Sociedade e Natureza, Uberlândia, MG, v. 19, p. 12, Junho 2007. ISSN ISSN: 0103-1570.

MELATTI, S. P. D. P. C. A arquitetura escolar e a prática pedagógica, Joinville, 2004. 120.

MENDONÇA, E. M. S. Apropriações do espaço público: alguns conceitos. ESTUDOS E PESQUISAS EM PSICOLOGIA, UERJ, Rio de Janeiro, RJ, p. 11, 2007.

PEREIRA, J. D. S. N. CULTURA POPULAR BRASILEIRA: DANÇA FOLCLÓRICA, O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DA POR MEIO DA TECNOLOGIA MULTIMÍDIA. EDUCERE, Curitiba, PR, p. 12, Outubro 2009.

PERES, F. D. F. et al. Lazer, esporte e cultura na agenda local: a experiência de promoção da saúde em Manguinhos. Ciências e Saúde Coletiva, Manguinhos, RJ, p. 13, Janeiro 2005.

PINTO, I. M. Ambientes Tecnolóicos Lúdicos de Autoria (ATLA)- Espaços de Criação e Experimentação para o aprendizado. Rio Grande, p. 126. 2012.

REIS, H. J. D. A.; LIMA, F. S.; CANTANHEDE, A. M. Proposta de ação pedagógica em um espaço não formal para professores de ciências do ensino fundamental: o Parque Botânico Vale em São Luís/Maranhão. 10 enfope 11 fopie. [S.l.]. [S.I.]. (ISSN 2179-0663).

ROSADO, D. G. et al. Recreação e lazer- relações com a educação física. Revista Argumentandum, Cataguases, MG, v. I, p. 20, Agosto 2009.

SANTOS, M. Espaço do cidadão. 3ª. ed. São Paulo, SP: Nobel, 1997.

SELLI, M. L.; MELZ, L. M. Pinhal Colonização. 1ª. ed. Iporã do Oeste, SC: [s.n.], 2016.

SESC, S. S. D. C. A importância do lazer e da recreação para o aprendizado na educação infanti. Anais do Encontro Nacional de Recreação e Lazer, p. 5, [ S.I.].

SILVA, M. J. V. D.; LOPES, P. W.; XAVIER, S. H. V. Acesso a Lazer Nas Cidades do Interior: Uma Olhar Sobre Projeto CINE SESI. ANPTUR, São Paulo, SP, p. 10, Setembro 2009.

SOUZA, E. Dez dicas para melhorar os espaços públicos das cidades. ArchDaily, p. [S.I.], Novembro 2012.

VIANNA, N. S.; GONÇALVES, J. C. S. Iluminação e Arquitetura. São Paulo, SP: Virtus S/C LTDA, 2001.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.