RELAÇÃO ENTRE RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO E A PERMEABILIDADE PARA TRAÇOS DE CONCRETO PERMEÁVEL

Poliana Bellei, Nelson Fernando Romanelli

Resumo


A principal característica do concreto permeável é apresentar um alto índice de vazios interligados, que permite a passagem desobstruída de grandes quantidades de água. Esse trabalho tem como objetivo geral analisar a relação entre resistência à compressão e a permeabilidade para os traços de concreto permeável. Com o intuído de obter os resultados do estudo, cada traço de concreto permeável foi produzido com granulometria diferente de brita (brita 0, 1 e 2), com isso coletarem-se os resultados de abatimento de tronco de cone, resistência à compressão e permeabilidade. A pesquisa comprovou que, com o aumento da granulometria da brita, a permeabilidade é inversamente proporcional a resistência, ou seja, quanto maior a porosidade do concreto, menor os valores encontrados para a resistência do material. Por meio dos resultados do ensaio de permeabilidade e de resistência à compressão, conclui-se que o traço produzido com a brita 1, mostrou ser um material mais vantajoso, pelo fato de apresentar uma resistência aceitável, bem como associado ao valor de permeabilidade dentro da norma regulamentadora. Com isso, as aplicações desses traços demonstram, que não se pode aplicar este pavimento para todo tipo de tráfego, sendo efetivo na maior parte dos locais de tráfego leve ou menos intenso.

 


Referências


ASSOCIAÇÃO DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 16416: Pavimentos permeáveis – requisitos e procedimentos. Rio de Janeiro, 2015.

ASSOCIAÇÃO DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5738 “Concreto – Procedimento para moldagem de corpos-de-prova”. Rio de Janeiro, 2015.

ASSOCIAÇÃO DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5739 “Concreto – Ensaio de compressão de corpos-de-prova cilíndricos”. Rio de Janeiro, 2007.

ASSOCIAÇÃO DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 67 “Concreto - Determinação da consistência pelo abatimento do tronco de cone”. Rio de Janeiro, 1998.

ASSOCIAÇÃO DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 53 “Agregado graúdo - Determinação de massa específica, massa específica aparente e absorção de água”. Rio de Janeiro, 2003.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 16605: Cimento Portland e outros materiais em pó — Determinação da massa específica. Rio de Janeiro, 2017.

BATEZINI, R. Estudo preliminar de concretos permeáveis como revestimento de pavimentos para áreas de veículos leves. 2013. 133 p. Dissertação (Mestrado) - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

ESTEVES, R, L. Quantificação das Superfícies Impermeáveis em Áreas Urbanas por Meio de Sensoriamento Remoto. 2006, 120p. Dissertação (Mestrado em Engenharia), Departamento de Engenharia Civil e Ambiental da Universidade de Brasília, Brasília, 2006. Disponível em: < http://ptarh.unb.br/wp-content/uploads/2017/03/RafaelLucio.pdf >. Acesso em: 15 maio 2017.

HOLTZ, F. C. Uso do concreto permeável na drenagem urbana: Análise da viabilidade técnica e do impacto ambiental. 2011. 139 p.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.