EFEITO DA QUALIDADE DE SEMEADURA E PORCENTAGEM DE DESFOLHA SOBRE OS COMPONENTES DE RENDIMENTO DO MILHO

Luan Ludtke, Neuri Antonio Feldmann, Fabiana Raquel Mühl

Resumo


Palavras-chave: Distribuição longitudinal de sementes - Área foliar - Zea mays.

A cultura do milho está sujeita ao ataque de pragas, doenças ou de intempéries climáticas durante todo o seu ciclo as quais podem provocar a desfolha da planta e dessa forma reduzir a produção de fotoassimilados pelas plantas. A má distribuição das sementes na semeadura também pode aumentar a competição intraespecífica das plantas e resultar em decréscimos em produtividade. O objetivo do estudo foi avaliar o desempenho da planta de milho nos diferentes níveis de desfolhas e o impacto nos componentes de produção da cultura em função da qualidade de distribuição das plantas na linha de semeadura. O estudo foi realizado no município de Derrubadas/RS, o qual foi realizado em um delineamento de blocos casualizados, conduzido em esquema de subparcela, com quatro repetições. As parcelas principais foram constituídas por quatro coeficientes de variação (CV) na distribuição das sementes na linha de semeadura, sendo eles de 0, 25, 50 e 75%. Nas subparcelas o fator de variação foi composto por cinco tratamentos simulando a ocorrência de desfolha em diferentes estrados da planta no estádio de pendoamento, I) controle, II) remoção de quatro folhas inferiores, III) remoção de quatro folhas superiores, IV) remoção de quatro folhas ao redor da espiga e V) remoção de todas as folhas da cultura. Quando a cultura atingiu o ponto de colheita determinou-se a produtividade de grãos e os componentes do rendimento: número de linhas por espiga, número de grãos por linha da espiga, número de grãos por espiga, peso de grãos por planta, peso de mil grãos e produtividade de grãos. A desfolha compromete significativamente a produtividade de grãos quando as folhas do meio e superior são afetadas, reduzindo em torno de 30% a produtividade. O aumento do CV na distribuição das sementes reduz linearmente a produtividade de grãos. Com o aumento de 0 para 75% de CV a produtividade de grãos apresentou uma redução de 17,4%. Os estrados de folhas que mais reduzem a produtividade de grãos são os superiores e os medianos, sendo que a desfolha nesses estrados reduzirem em 18 e 23% a produtividade de grãos, respectivamente. O aumento na variabilidade da distribuição das sementes na linha de semeadura reduz linearmente a produtividade de grãos da cultura do milho, sendo que para cada 10% de aumento no CV há uma redução de 212 kg ha-1.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.