AVALIAÇÃO DE MACROINVERTEBRADOS BENTÔNICOS, QUALIDADE FÍSICO-QUÍMICA E MICROBIOLÓGICA DA ÁGUA DO LAJEADO RICKIA

Luciane Babick, Anderson Clayton Rhoden

Resumo


O biomonitoramento é um importante método de avaliação do nível de poluição dos rios. Os microrganismos, exclusivamente bactérias do grupo coliformes e os organismos aquáticos, principalmente macroinvertebrados, são os que melhor respondem às mudanças das condições ambientais. O objetivo deste estudo foi avaliar os macroinvertebrados bentônicos e analisar a qualidade físico-química e microbiológica da água do Lajeado Rickia, no Município de Itapiranga-SC. As coletas para análise microbiológica, físico-química da água e de macroinvertebrados foram realizadas em três pontos do Lajeado Rickia, sendo o ponto 1 localizado próximo a nascente do rio, o ponto 2 ao longo do curso d’água, o ponto 3 próximo ao exutório. A escolha dos pontos foi de forma aleatória. A análise dos macroinvertebrados bentônicos coletados demonstrou que o Lajeado Rickia apresenta indicadores de condições higiênicos sanitários insatisfatórios, pois dos 31 macroinvertebrados coletados, 28 (90,3%) indivíduos foram classificados como resistentes a contaminação. Os resultados das análises microbiológicas constataram que todas as amostras estavam com os valores de NMP de coliformes totais e E. coli fora do padrão estabelecido pela Resolução CONAMA n° 357. A contagem de Bactérias Heterotróficas foi alta nos 3 pontos amostrados. Os valores de pH variaram entre 7,73 e 8,03; dentro do previsto pela legislação. O Lajeado Rickia apresenta a qualidade de suas águas comprometida pelas atividades antrópicas, pois tanto as análises microbiológicas, quanto a avaliação de macroinvertebrados indicaram má qualidade da água.

Palavras-chave: Bioindicadores. Análises microbiológicas da água. Coliformes totais.

 


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.